Vivemos atualmente uma época difícil devido a todas as contingências provocadas pela COVID-19, o que nos forçou a olhar para outras realidades e para outras terapias, pois como é costume dizer “fecha-se uma porta, abre-se uma janela”. Como consequência do cancelamento do Projeto Hipoterapia, olhámos em frente e pudemos conhecer melhor a Terapia Assistida por Animais. Os animais sempre foram de extrema importância para o homem ao longo da história. Existem relatos do século XVII sobre a importância dos animais na socialização e na mudança do comportamento humano. No século XVIII, teorias sobre a influência positiva dos animais de estimação começaram também a ser aplicadas a doenças mentais. Nas décadas de 70 e 80, as pesquisas em torno desta relação intensificam-se até chegarmos ao termo que conhecemos atualmente “Atividades e Terapias Assistidas por Animais”. Um dos mais utilizados em Intervenções Assistidas por Animais é o cão.. A sua presença durante a sessão tem como finalidade torná-los mais cooperantes, uma vez que é um estímulo multissensorial e, a médio prazo, vai ocorrendo uma generalização dos comportamentos à vida quotidiana.

Foi com base nestas premissas que surgiu o Projeto CãoMigo, direcionado para alunos com necessidades específicas do Agrupamento de Escolas de Mira. Este projeto visa a promoção de competências socioemocionais, cognitivas e psicomotoras dos alunos, pelos benefícios que daí decorrem. As sessões foram dinamizadas por uma psicóloga e por uma cadela labradora chocolate, ambas pertencentes à KIRUI Cães de Terapia, no âmbito das Intervenções Assistidas por Animais (IAA). KIRUI nasceu do amor pelos cães e no acreditar do seu potencial terapêutico, em várias áreas de intervenção, junto de crianças, jovens, adultos e idosos.

KIRUI deriva do japonês 帰塁, que significa retorno. Na ligação estabelecida entre o ser humano e o cão, existe um processo de dar e de receber. Dar e receber amor incondicional. Dar e receber afeto. Dar e receber companhia. Dar e receber atenção. Dar e receber o desconhecido. Dar e receber o infinito. Existe uma dádiva em compensação. Uma vez estabelecida esta ligação, fica a vontade de retornar, de regressar ao momento mágico que é a companhia do cão. Regressar ao que ele nos dá. Regressar ao que lhe damos. Regressar à incondicionalidade do amor.

São inúmeros os benefícios da Terapia Assistida por Animais, nomeadamente: melhoria de competências cognitivas, físicas, emocionais e sociais; estimulação da memória; diminuição do isolamento; oportunidade de mostrar o afeto; aumento da motivação; melhoria da coordenação e aumento da força muscular; promoção da comunicação e da linguagem; papel importante no tratamento das alterações comportamentais; diminuição da agressividade e da ansiedade e fortalecimento do sistema imunitário.

Após ter sido aprovado em Conselho Pedagógico e em reunião de Câmara Municipal de Mira, o projeto CãoMigo iniciou no mês de novembro e decorreu durante todo o ano letivo 2020/2021. Tratando-se de um programa de Terapia Assistida por Animais, todas as sessões semanais e em grupo foram definidas e planeadas de acordo com objetivos específicos, sendo dirigidas por uma psicóloga, Sílvia Peça, que se fez acompanhar por um cão de terapia, Milka. Esta dupla terapêutica, psicóloga e cão, é certificada pela Associação ÂNIMAS - Associação Portuguesa para a Intervenção com Animais de Ajuda Social (membro acreditado da International Assistence Dogs).

Este projeto envolveu 10 indivíduos com necessidades específicas, com idades compreendidas entre os sete e os dezoito anos. Dá gosto olhar e sentir o entusiasmo e a alegria dos alunos envolvidos quando chega a hora de passar algum tempo com a Milka. Através do vínculo com o cão, promovem-se melhorias na autonomia e na qualidade de vida dos sujeitos envolvidos. Decorridos oito meses, podemos verificar que todos conseguem interagir de forma pró-ativa e entusiasta após o excelente progresso na relação com a Milka, passeiam a cadela no espaço exterior de forma prazerosa e cumprem com as instruções que lhes foram facultadas. De salientar a elevada motivação para desempenhar as atividades propostas, onde os alunos se envolveram com motivação e entusiasmo.

O projeto teve a participação económica da autarquia e dos Encarregados de Educação dos alunos envolvidos.

Obrigado a todos por estes momentos únicos e salutares de aprendizagens ativas e dinâmicas!